exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

A maioria dos computadores não tem os requisitos mínimos para a Realidade Virtual

Apenas 13 milhões de computadores vão ter, este ano, as capacidades gráficas necessárias para mostrar as imagens reproduzidas pelos sistemas de Realidade. O aviso é da Nvidia.

  • 333
Os Vive, da HTC em parceria com a Steam, chegam ao mercado no primeiro semestre deste ano

Os Vive, da HTC em parceria com a Steam, chegam ao mercado no primeiro semestre deste ano

O ano que agora começa é apontado como o que vai despoletar a massificação dos dispositivos de Realidade Virtual. Sony, Facebook, HTC, Samsung; estas empresas vão entrar em força no mercado. Umas reforçando a oferta, outras introduzindo os seus primeiros dispositivos.

A Nvidia, deixa o aviso: o processador gráfico presente na maioria dos computadores domésticos terá de ser sete vezes superior para dar conta dos gráficos reproduzidos na Realidade Virtual.

Aliás, o maior fabricante mundial de processadores gráficos avança que apenas 13 milhões de computadores, em 2016, vão ter a capacidade de lidar com as imagens da Realidade Virtual. Um valor que representa menos de 1% dos 1,43 mil milhões de computadores que vão ser utilizados este ano.

Até 2020, a consultora Juniper avança que vão ser vendidos 30 milhões de óculos de Realidade Virtual.

  • 333