exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

A resolução de Ano Novo de Zuckerberg: construir um mordomo virtual

Em anos anteriores, o líder do Facebook comprometeu-se, por exemplo, a aprender mandarim ou a ler dois livros por mês. Agora quer desenvolver um assistente virtual que o ajude a lidar com questões de trabalho e a gerir a casa.

  • 333

Paulo Matos

Mark Zuckerberg, fundador e CEO da Facebook, tem por hábito aproveitar a passagem de ano para definir um novo desafio pessoal. Para 2016, Zuckerberg decidiu que vai construir um assistente com inteligência artificial que seja capaz de o ajudar a gerir a casa e a resolver questões laborais.

A novidade foi avançada pelo próprio num post da sua página de Facebook e que pode ler aqui. Quem já viu os filmes do “Homem de Ferro” tem um termo de comparação, pois Zuckerberg pretende criar uma espécie de Jarvis.

O executivo vai começar por explorar tecnologia já existente e depois pretende fazer com que o assistente seja capaz de reconhecer a sua voz e controlar diferentes aspetos da casa, como música, luzes e temperatura, revela a Reuters. Além disso, também pretende fazer com que a tecnologia seja capaz de identificar os rostos de amigos quando tocam à campainha de casa e abrir automaticamente a porta.

Recorde-se que, em anos anteriores, Zuckerberg tinha decidido aprender mandarim e ler dois livros por mês.

  • 333