exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Robôs vão mandar cinco milhões para o desemprego

O desenvolvimento da robótica e da inteligência artificial vai conduzir a uma perda efetiva de cinco milhões de empregos até 2020.

  • 333
ChinaFotoPress via Getty Images

ChinaFotoPress via Getty Images

ChinaFotoPress

As previsões são do Fórum Económico Mundial e foram apresentados na reunião anual da organização que decorre em Davos, na Suíça. O estudo cobre 15 economias, que representam 65 porcento da força de trabalho mundial.

De acordo com a Reuters, as previsões apontam para uma perda total de 7,1 milhões de empregos até 2020. No entanto, espera-se a criação de dois milhões empregos, o que significa que a perda efetiva é de 5,1 milhões de trabalhos. O estudo, que analisa o impacto de diversas tecnologias, como a robótica, a impressão 3D e a nanotecnologia, considera que dois terços das perdas de empregos projetadas vão acontecer nos setores administrativos, onde cada vez mais as máquinas vão executar tarefas rotineiras.

Os novos empregos que vão ser criados são nas áreas relacionadas com a análise de dados e com as vendas especializadas. As previsões são especialmente más para as mulhers, já que se prevê que a maioria da perda de postos de trabalhovão acontecer em áreas normalmente ocupadas por trabalhadoras.