exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Será desta que as vendas de iPhones caem pela primeira vez?

Os fornecedores e fabricantes asiáticos dão conta de uma quebra nas encomendas de componentes usados pelos iPhones. Terá o iPhone perdido o encanto?

  • 333

Hugo Séneca

Há quase uma década que as vendas de iPhone não param de subir de trimestre em trimestre. O crescendo levou a Apple ao trono das tecnologias – mas será que a mesma marca estará preparada para lidar com a tendência contrária? A avaliar pelas informações que acabam de chegar do mercado asiático, é bom que Tim Cook e companhia se comecem a preparar: de acordo com os fabricantes e fornecedores asiáticos, as encomendas da Apple deverão cair no primeiro trimestre de 2016. Taiwan Semiconductor Manufacturing (TSMC) e Largan Precision estão entre as marcas citadas pela Reuters que apontam para uma provável queda nas encomendas de componentes.

Adam Lin, líder da Largan Precision, lembra que o trimestre ainda está no início, mas confirma que as encomendas da Apple «são realmente baixas». No caso da TSMC, que produz chips usados no iPhone, é esperada uma perda de 11% nas encomendas.

Fontes não identificadas pela Reuters confirmam esta quebra e garantem que a Apple que, noutros tempos, costumava fazer encomendas para um trimestre inteiro, optou por fazer uma encomenda para um único mês, evitando os custos da produção de terminais em excesso.

Tendo em conta que é provavelmente o período menos dado ao comércio, uma desaceleração nas vendas durante o primeiro trimestre não será propriamente catastrófica para a maioria das empresas. Mas no caso do campeão de vendas iPhone, pode ser um sinal de que a Apple não está a conseguir apresentar inovações comercialmente atrativas.

A Apple ainda não comentou esta quebra. Pelo que mais não resta que recorrer às declarações da marca, que já disse no passado que as encomendas de componentes nem sempre refletem as previsões de vendas de produtos.