exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

SpinUM: em qual destas sete ideias aceitava investir?

Esta quinta à tarde tem lugar no AvePark a final dos prémios SpinUM. Entre os sete finalistas encontram-se apps de diversão noturna, suportes para bicicletas, soluções para ostomizados e até novas formas de mudar pneus e de desbloquear serviços na Internet.

  • 333

Hugo Séneca

Estão em jogo mais de 20 mil euros em prémios – e também o futuro de sete ideias de negócio que chegaram à final do concurso SpinUM. Esta quinta-feira, às 14h30, no auditório do parque empresarial AvePark, Caldas das Taipas, Guimarães, os mentores destas sete startups que começaram a germinar em torno da Universidade do Minho vão apresentar modelos de negócio a um júri composto por especialistas.

O vencedor do concurso é ainda uma incógnita, pelo que deixamos o repto: em qual destas sete ideias aceitava investir? Escreva nos comentários do site da Exame Informática e ajude o júri do SpinUM a decidir.

Eis a descrição dos projetos:

BikeOn

E se o ciclista quiser andar de autocarro? A questão coloca-se com qualquer ciclista que se cansa de pedalar. O projeto BikeOn pretende facilitar a entrada de ciclistas e respetivas bicicletas em transportes públicos através de uma estrutura amovível, que promete evitar bloqueios de passagem, saídas e entradas em transportes públicos. A solução da BikeOn «possui um sistema que permite facilmente o encaixe e desencaixe das bicicletas, e é feita de materiais leves e resistentes que faz com que seja precisa apenas uma pessoa para a mudar de um autocarro para outro», explicam os responsáveis pelo projeto.

Caring4uOstomy

Apresenta-se como a primeira empresa portuguesa na produção de dispositivos que deverão ser usados por pessoas que foram sujeitas ostomias (abertura de um orifício no corpo para permitir que a pessoa defeque ou urine, em alternativa ao ânus e à uretra). Sem revelar muitos detalhes, a startup diz estar em posse de inovações pioneiras a nível mundial e promete melhorar a qualidade de vida das pessoas ostomizadas, com dispositivos descritos como mais eficazes, que evitam acessórios, e prometem «poupanças quer à entidade que os comparticipa quer ao ambiente». Os mentores do projeto recordam que haverá «cinco milhões de humanos ostomizados em todo o mundo. «Cada um consome em média 20 a 30 dispositivos por mês». A nova solução «permitirá diminuir anualmente milhões de toneladas de lixo resultante destes materiais».

GenSYS

A GenSYS começou a ganhar forma no Departamento de Produção e Sistemas da Universidade do Minho, e já teve uma primeira prova de fogo durante um projeto levado a cabo em parceria com a Bosch Car Multimédia Portugal. O que criou a GenSYS? A resposta pode ser obtida num software que faz a gestão de produção industrial e da informação sobre artigos usados num processo de fabrico. Com a nova plataforma, os responsáveis de uma fábrica podem gerir as operações tendo em conta planos de produção, monitorização de stocks, faltas de materiais e análise da capacidade produtiva ou gestão de encomendas de clientes. «O modelo desenvolvido para a programação da produção permite implementar estratégias de produção puxada – até agora limitadas a ambientes de produção repetitiva ou em massa, e não se limita à alocação e sequenciação de trabalhos aos postos que executam tarefas de transformação, mas a todos os postos e entidades envolvidos no processo produtivo e na cadeia de abastecimento», refere a descrição desta startup.

Marclae

Foi você que pediu um guarda-costas? A Marclae pretende facilitar-lhe a vida, com uma plataforma que permite a contratação de segurança pessoal, a custos mais reduzidos. Os mentores do projeto pretendem fazer a diferença com uma ferramenta tecnológica que permite contratar um segurança pessoal de acordo com as necessidades de cada pessoa. «Criámos uma solução tecnológica num sector que continua parado no tempo e que ainda não encontrou nenhuma forma de atingir o mass market, e por isso continua centrado no business to business», explicam os mentores do projeto.

Need-A-Hand

Na Need-A-Hand todos podem ser especialistas – e eventualmente poderão ser contratados para fazer aquilo que sabem melhor. Atualmente, já existem plataformas que prometem facilitar a divulgação de serviços e a contratação de tarefeiros. A Need-A-Hand pretende exponenciar a promoção de profissionais que nem sempre conseguem têm os recursos necessários para fazer publicidade. «Qualquer cliente pode requisitar estes serviços de forma simples clicando no botão Need-A-Hand. Este tipo de venda cooperativa de serviços pretende emular o amigo a quem ligamos quando precisamos de ajuda, usando mecanismos de localização, serão sugeridas pessoas próximas para “dar a mão”», referem os mentores do projeto.

Night Out

«E depois do jantar para onde vamos?» A questão é recorrente entre festas de anos, patuscadas, e data comemorativas, mas nem sempre tem a resposta mais acertada. E é essa lacuna que a app grátis Night Out pretende preencher com um «um sistema de pesquisa que permite através de simples critérios se encontre o bar/discoteca que vá de encontro a preferência do consumidor ao mesmo tempo que atrai um mercado mais abrangente». Turistas e estudantes, com idades compreendidas entre os 16 e os 35 anos, figuram entre os principais destinatários desta app que permite criar perfis e disseminar vídeos e fotos, e obter informação, na hora, sobre a “animação” de uma discoteca ou bar. As receitas deverão ter origem na publicidade, comissões de entradas.

SimplyWheel

Com quantos parafusos se muda um pneu? Com a SimplyWheel (com imagem nesta página) a resposta é dada por um comando que ativa e desativa um mecanismo de fixação das rodas, para a permitir a troca de pneu. Além do comando, a SimplyWheel desenvolveu uma versão com os mesmos propósitos que usa uma chave, que promete facilitar a troca de pneus e reduzir custos. O novo dispositivo já deu origem a um pedido de registo de patente. «Este projeto tem um grande grau de inovação pelo facto de ser um produto nunca pensado antes e de ter um sentido prático bastante elevado, este sistema permite aos automobilistas substituir as rodas com uma simplicidade incrível, sem a necessidade do desaparafusamento/aparafusamento dos diversos parafusos que as rodas possuem. Isto tudo mantendo a estabilidade estática e cinética das rodas», referem os mentores da SimplyWheel.

  • 333