exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Facebook usa Inteligência Artificial para mapear casas

A empresa de Mark Zuckerberg anunciou que vai disponibilizar mapas muito detalhados de todo o mapa habitado e apresentou um programa para levar acessos 4G a zonas rurais.

  • 333

O Facebook está a mapear todo o mundo habitado, com recurso a inteligência artificial nos Connectivity Labs. O objetivo é perceber as melhores localizações para colocar drones que fornecem acesso à Net. Por outro lado, este mapeamento pode ajudar também a fazer análises de risco em caso de catástrofes naturais ou outras investigações socio-económicas, noticia a BBC.

A tecnologia usada pelo Facebook procura construções feitas por humanos e pode chegar ao pormenor de encontrar estruturas tão pequenas quanto uma tenda e oferece mapas ainda mais detalhados do que os que são construídos pela Universidade de Columbia. A empresa analisou 14,6 mil milhões de imagens de 20 países e um total de 350 TB de dados.

Embora ainda possa demorar alguns anos até concluir o desenvolvimento de drones que suportam ligações à Net, o Facebook pretende usar estes mapas para encontrar as melhores localizações para estes pontos de acesso. Por outro lado, os mapas vão poder ser usado para organizações de ajuda humanitária, como a Cruz Vermelha.

Ainda durante o Mobile World Congress, que está a decorrer em Barcelona, a empresa de Zuckerberg anunciou planos para usar o Open Compute Project como a melhor forma para acelerar a inovação das empresas na criação de infraestruturas de telecomunicações. O Telecom Infra Project (TIP) é um programa é um esforço conjunto para levar acessos wireless para comunidades rurais, estando já a decorrer um piloto de 4G nas Filipinas e planeada uma iniciativa para as Terras Altas na Escócia.

O TIP tem 30 membros, com nomes das telecomunicações e fabricantes de hardware. A missão deste projeto passa por criar desenhos open source para os pontos de acesso, as redes que os liguem e sistemas de gestão. Este projeto conta com nomes grandes como o Facebook, a Nokia, a Intel e a Deutsche Telekom.