exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Máquinas que leem ficção para conhecer melhor os humanos

Investigadores de Stanford querem que as máquinas com Inteligência Artificial sejam capazes de melhor prever as reações das pessoas e vão colocá-las a ler textos de ficção.

  • 333

A equipa de investigadores considera que há padrões previsíveis nas reações humanas quando as pessoas são expostas a determinados estímulos e em condições semelhantes. «As personagens na ficção acendem a luz quando entram em salas; coram quando são elogiadas e não atendem o telemóvel quando estão em reuniões», explicam os investigadores. A base de conhecimentos chamada Augur obteve acesso à comunidade online Wattpad e ao arquivo de mais de 600 mil histórias, explica o Engadget.

Com este acesso, o sistema Augur emparelhado com uma câmara wearable conseguiu identificar corretamente objetos e pessoas 91% das vezes e prever corretamente o próximo passo em 71% das vezes.

Recorde-se que o Facebook também passou 1,96 GB de livros infantis à sua ferramenta de Inteligência Artificial.

  • Jardim do Cabeço das Rolas, Aterros de Carnide e Beirolas, Lispólis, Laboratório Nacional de Engenharia Civil e Quartel dos Sapadores Bombeiros de Chelas. O que têm em comum? Ficam todos em Lisboa – e todos vão passar a albergar os primeiros cinco espaços de experimentação do cluster Lisboa Robotics, que foi apresentado sexta-feira por responsáveis da Câmara Municipal de Lisboa.