exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Google ajudou rebeldes sírios

A Google terá desenvolvido tecnologia que ajudou os dissidentes sírios a organizarem-se em 2012, de acordo com um email agora tornado público.

  • 333

A tecnologia foi desenvolvida em parceria com a Al-Jazeera e ajudava a identificar num mapa os focos de resistentes. «A nossa lógica por trás disto é que, enquanto muitos estão a rastrear as atrocidades, ninguém está a representar visualmente e a mapear as dissidências, o que acreditamos ser mais importante para encorajar mais dissidentes», escreveu Jared Cohen, responsável na altura pela Google Ideas. Este executivo explicou depois que a Al-Jazeera vai tomar posse da tecnologia construída, registar os dados, verificar e difundir as conclusões para a Síria.

A informação da colaboração da Google com a resistência síria surgiu num e-mail que estava no servidor privado de Hillary Clinton e que foi agora tornado público.

  • O ataque WannaCry, que sequestrou dados de milhares de computadores em todo o mundo, veio dar razão aos alertas dos especialistas em segurança que têm vindo a alertar constantemente para o crescimento e perigos deste tipo de ataque. Felizmente, como acontece com a esmagadora maioria do malware, há formas de evitar esta e outras "infeções"