exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Google retira app de talibãs da Play Store

A Pashto Afghan News – Alemara é uma app que divulga propaganda talibã e esteve disponível na Play Store durante dois dias. Agora, foi retirada por violar a política da Google.

  • 333

Um porta-voz da Google explica que a empresa «não permite apps que façam propaganda contra grupos de pessoas baseadas na sua raça, origem étnica, religião, deficiência, género, idade, nacionalidade, veterania, orientação sexual ou identidade de género», cita o The Telegraph.

A app Pashto Afghan News – Alemara foi publicada na sexta-feira e esteve disponível durante o fim de semana, até ser removida pelos responsáveis da loja. O Intel Group, que monitoriza a presença de radicais jihadistas nas redes sociais, foi o primeiro a alertar para esta aplicação. Um porta-voz dos talibãs confirmou que a app é parte dos esforços tecnológicos para chegar a uma audiência mais global. Os talibãs têm vindo a perder protagonismo para o auto-proclamado Estado Islâmico que, com uma forte presença online, tem conseguido angariar mais seguidores.

Apesar de a Google ter implementado um processo de revisão das apps que permite na Play Store, a app dos talibãs conseguiu passar o crivo inicial e esteve disponível para ser descarregada.

  • Uma ligação à Internet e uma impressora 3D são suficientes para qualquer um fazer uma arma de fogo. Mas há perigos escondidos e a PSP ajudou-nos a revelá-los. Este mês falámos com a investigadora portuguesa que pode revolucionar o mundo das baterias e destacamos os testes ao Huawei P10 Plus, Nintendo Switch e TVs 4K abaixo dos €1000.