exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

FBI pagou 1,3 milhões de dólares para desencriptar iPhone

A Apple recusou-se a colaborar com as autoridades e o FBI teve de arranjar um outro método para aceder ao iPhone do atirador de San Bernardino. O diretor do FBI revelou o montante que foi pago.

  • 333

O diretor James Comey diz que o FBI pagou mais para desencriptar o iPhone de Sayed Farook do que ele irá ganhar nos próximos sete anos e quatro meses que irá ficar no cargo. Sabe-se que o salário anual de Comey é de 183 mil dólares, ou seja, sem bónus, nem comissões, irá ganhar 1,34 milhões no que falta do resto do contrato.

A revelação foi feita no Aspen Security Forum e o diretor respondeu ainda que considera que o valor foi bem empregue. O software usado vai poder ser usado para desbloquear outros iPhones 5C com iOS 9. Sabe-se que 84% de todos os dispositivos, correm o iOS 9 e que, só nos EUA, estão em circulação cerca de 16 milhões de iPhones 5C.

Com a posição defendida pela Apple a ser apoiada por outras gigantes como a Google ou a Facebook, há neste momento um debate sobre se as empresas devem enfraquecer propositadamente a encriptação usada, de forma que possa ser quebrada pelas autoridades.

  • 333
  • Já analisamos a Lumix DC-GX 800, uma máquina fotográfica digital compacta e com um design retro que permite aos utilizadores focarem-se em captar boas imagens. É uma máquina pequena por fora e grande por dentro, compacta e pode ser usada com diferentes objetivas. Há uma ligação Wi-Fi, um ecrã LCD articulável e um modo de pós focagem, além de vídeo 4K.