exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Facebook prepara alterações no feed de notícias

A Facebook vai deixar de contar com sites de terceiros para definir o que é ou não trending. A mudança surge depois das denúncias de um ex-curador de notícias da rede social.

  • 333

O Gizmodo ouviu um ex-curador de notícias do Facebook que denunciava práticas dentro da empresa de forma a eliminar tópicos em destaque e que pudessem ferir a suscetibilidade de leitores conservadores. O Facebook reagiu rapidamente e anunciou que vai mudar a forma como as notícias são consideradas trending ou não, deixando de contar para isso com sites terceiros ou feeds RSS para «identificar, validar ou avaliar a importância dos trending topics», diz o comunicado da empresa.

O Facebook usava alguns sites de órgãos de comunicação social de referência e outros como o Buzzfeed para determinar se um determinado assunto seria “digno” de figurar nas notícias em destaque. Há outras práticas internas que a Facebook anunciou que vai mudar, como o nome das ferramentas: Blacklist e Injection passam a ser conhecidas por Revisit e Topic Correction. Estas duas funcionalidades servem para bloquear ou banir tópicos e para inserir notícias que, organicamente não estejam em destaque, mas que os curadores pretendem ver listadas na mesma.

Sobre a acusação de estar a adulterar os conteúdos em destaque, a Facebook revela que conduziu uma investigação interna e que não encontrou evidências de que isso estivesse a acontecer.

O assunto está a ser investigado também pelas autoridades políticas dos EUA.