exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Impostos: França recusa acordo com Google

A Google e a McDonalds foram alvo de buscas pelas autoridades policiais de França, por suspeitas de evasão fiscal. Agora, o ministro das Finanças Michel Sapin declarou que não vai haver lugar a acordo e que as empresas terão de pagar a totalidade dos montantes em falta.

  • 333

As empresas multinacionais estão sob escrutínio na Europa devido ao pagamento de impostos. As autoridades estão a investigar se as empresas estão a cumprir com todas as normas e se os esquemas encontrados estão dentro da legalidade. No Reino Unido, por exemplo, a Google chegou a um acordo com o governo para o pagamento dos impostos em atraso.

O ministro das Finanças francês, Michel Saping, comentou que pretende ir até ao fim e que não irá fazer acordos que permitam às empresas não pagar a totalidade dos montantes em dívida, como no caso britânico.

A Google já fez saber, na sequência das buscas de que foi alvo, que cumpre integralmente a legislação francesa. Em fevereiro, fonte do Ministério francês revelou que a Google deveria mais de 1,6 mil milhões de euros em impostos atrasados.

  • 333