exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Hacker que roubou 2,9 milhões de cartões de crédito é filho de deputado russo

Roman Seleznev foi detido nas Maldivas em 2014 na posse de um portátil com mais de 1,7 milhões de números de cartões de crédito. Foi agora considerado culpado de roubo e venda destes dados.

  • 333

Exame Informática

Roman é filho de Valery Seleznev, membro do Parlamento russo e terá atuado entre 2009 e 2013 para roubar e vender mais de 2,9 milhões de números de cartões de crédito. O hacker atacou sistemas de restaurantes e outros pontos de venda, instalando malware para poder roubar os números de cartões de crédito. O hacker, que assumia o nome Track2 na Net, foi acusado de ter desenvolvido e usado ténicas automáticas, como o scanning de portas, para identificar que computadores e sistemas estariam conectados à Internet e seriam dedicados a processar informações de crédito das lojas. Seleznev terá atuado em conjunto com outros hackers que não foram identificados pelas autoridades.

Os números de cartões roubados eram depois vendidos em fóruns online, com os preços a começar nos sete dólares (para 65% de possibilidades de serem usados) e a chegar aos 30 dólares (para 95% de possibilidades de serem usados), noticia o ArsTechnica.

Este pirata foi acusado de vender mais de 140 mil números com este esquema e de ter arrecadado mais de dois milhões de dólares. O portátil que tinha na sua posse aquando da detenção nas Maldivas em 2014 continha mais de 1,7 milhões de números e as autoridades acreditam que o hacker terá vendido mais de 2,9 milhões de números.

A sentença definitiva será conhecida a 2 de dezembro.

  • 333