exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Michigan prepara-se para aprovar uso de carros autónomos nas estradas

O Senado do Michigan vai começar a debater uma proposta de lei que responsabiliza as empresas que fabricam os carros autónomos pelos acidentes em que estejam envolvidos. Proposta tem apoio de Democratas e Republicanos

  • 333

Mike Kowall, senador eleito pelo Partido Republicano no Estado do Michigan, está apostado em “engatar a primeira” na corrida aos carros autónomos. O político dos EUA acaba de apresentar uma proposta de lei que pretende legalizar o uso de carros autónomos no estado do Michigan. Além do apoio dos Republicanos, também os representantes do Partido Democrata apoiam a iniciativa. O que coloca o estado do Michigan na pole position dos códigos da estrada que já permitem a circulação de veículos sem condutores humanos.

A primeira versão da proposta de lei, que vai ser debatida, em breve, por um comité do senado estadual do Michigan, autoriza o uso de carros autónomos em todos os troços de estradas – até em autoestradas.

A problemática questão dos acidentes também tem uma solução nesta nova proposta: Kowall propõe que sejam os fabricantes dos carros autónomos os responsáveis pelos acidentes em que os veículos estejam envolvidos. E mesmo no caso de terem sido integrados componentes provenientes de outras empresas, deverão ser as marcas que fabricam os automóveis que deverão assumir as responsabilidades, refere a Ars Technica.

Apesar de liberalizar o uso de carros autónomos, a disposição legal que vai ser votada no senado do Michigan determina que as empresas que pretendam testar novos veículos autónomos sem condutores, tenham de solicitar as devidas autorizações junto das entidades fiscalizadoras.

Além dos propósitos económicos e comerciais, a aposta nos carros autónomos tem em vista o incremento de segurança. Em 2015, as mortes nas estradas nos EUA registaram um crescimento de 7,2% - a maior subida registada desde 1966.

Consumo de álcool e drogas e excesso de velocidade são responsáveis por um terço dos acidentes. O que ajuda a reforçar as mais recentes teses da Administração para a Segurança de Transportes nas Estradas Nacionais e o Departamento de Transportes que concluíram que as viagens em carros autónomos podem ser mais seguras que as viagens em carros conduzidos por pessoas.

  • 333