exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Lapa: provavelmente a maior campanha de crowdfunding portuguesa

Entre 2014 e a atualidade foram vendidos 50 mil Lapas. A segunda versão dos dispositivos de localização made in Porto já angariou mais de 340 mil dólares no IndieGoGo.

  • 333

De 2014 até hoje, muita coisa aconteceu na Lapa. Dois dos fundadores saíram da startup portuense; e uma nova versão começou a ser desenhada com o objetivo de criar um produto que fosse realmente o melhor do mercado. Os números também não pararam de mudar: em dois anos, a empresa “despachou” mais de 50 mil dispositivos que ajudam a localizar objetos, pessoas ou animais; e a angariação de fundos dificilmente poderia poderia ter corrido melhor. Quando a campanha de crowdfunding da segunda Lapa terminou, já tinham sido captados 220 mil dólares (195 mil euros) de encomendas.

As encomendas prosseguiram na plataforma IndieGoGo mesmo depois de a campanha fechar. Hoje o total das encomendas já rondam os 340 mil dólares (cerca de 302 mil euros). «Pelo que sabemos, deve ser a campanha de crowdfunding que angariou mais dinheiro para um produto desenvolvido em Portugal», refere Luís Certo, diretor e fundador da Lapa.

A primeira Lapa potenciou a divulgação de um projeto que tem como peça central um pequeno acessório que apita e comunica com telemóveis ou outros dispositivos através de redes sem fios. Com a segunda versão, os jovens empresários portuenses apostaram em sanar as lacunas do primeiro gadget de localização: «a autonomia da bateria passou de seis meses para um ano; a comunicação por Bluetooth passou a ter um alcance de 60 metros em campo aberto, em vez de 30 metros da primeira versão; e a Lapa tornou-se bidirecional. O que significa que, além de emitir sons que são ativados no telemóvel, também ganhou a capacidade levar o telemóvel a tocar», descreve Luís Certo.

Entre as novidades constam ainda os novos acessórios: muitos dos primeiros utilizadores usavam a Lapa para localizar crianças ou animais nas apps de telemóveis. «Foi por isso que lançámos acessórios de silicone que permitem ligar a Lapa a coleiras de cães ou pulseiras de crianças», refere Luís Certo.

O sucesso nas campanhas de crowdfunding já começou a produzir efeitos fora da Internet: depois de assinar um acordo com empresas de retalho de 10 países, a Lapa está em vias de se estrear nas superfícies comerciais de Portugal. «Estamos a fechar um contrato para o nosso mercado. Para chegar a toda a gente temos de ir para o retalho», acrescenta o líder da Lapa.

Mas nem só de Lapas vive a empresa… Lapa. Luís Certo aponta um novo desafio para o próximo ano: «Em 2017, vamos lançar uma coisa nova. É um produto top secret».

Veja o vídeo que a Exame Informática TV produziu aquando do lançamento da primeira versão da Lapa.

  • 333