exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Novabase vende negócio de infraestruturas por 38,3 milhões

Luís Paulo Salvado, líder da Novabase, informa que chegou a hora de a empresa portuguesa se reposicionar e apostar na internacionalização.

  • 333

A Novabase informou hoje que chegou a acordo com a à Vinci Energies Portugal para a venda da subsidiária indireta Novabase – Infraestruturas, Sociedade Gestora de Participações Sociais. Em comunicado, a tecnológica portuguesa adianta que a transação orçou 38,3 milhões de euros.

O valor agora anunciado incide sobre a totalidade do capital da subsidiária, depois de extraídos os ativos que não estão relacionados com o setor de gestão de serviços e infraestruturas (IMS). A operação também abrange duas novas sociedades que vão funcionar como veículos de venda dos serviços relacionados com o segmento do IMS que eram prestados por mais duas subsidiárias do grupo: a Novabase Digital TV – Engenharia de Sistemas para TV Interactiva e a Novabase Serviços – Serviços de Gestão e Consultoria.

«A concretização da compra e venda ocorrerá nos próximos meses, estando sujeita à verificação de um conjunto de condições suspensivas habituais neste tipo de operações, incluindo a não oposição da Autoridade da Concorrência», refere a Novabase.

O montante que vai ser angariado com a venda deverá ser aplicado no reposicionamento e na internacionalização da empresa. «Temos evoluído de uma estratégia de liderança geográfica com uma oferta ampla, para uma estratégia de liderança através de ofertas especializadas para o mercado global», explica Luís Paulo Salvado, CEO da empresa, citado no comunicado da Novabase. As diferentes operações da Novabase no segmento de IMS empregam cerca de 400 colaboradores. A Vinci Energies é um dos maiores grupos mundiais na área dos sistemas de manutenção e gestão de redes elétricas.

  • 333