exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

EUA pressionaram Equador para cortar a Net a Assange

Julian Assange está na embaixada do Equador em Londres, em asilo. Agora, sabe-se que os EUA pressionaram para que lhe fosse cortado o acesso à Net.

  • 333

Exame Informática

Oficiais de inteligência dos EUA revelaram à NBC que o país pressionou o Equador para vedar o acesso de Julian Assange à Internet. O governo norte-americano defendeu o pedido dizendo que Assange estaria a colaborar com a Rússia na divulgação dos emails vazados do Comité Nacional Democrata e posterior revelação na WikiLeaks.

Assange é visto como um participante nos planos russos, mas não como estando a contribuir ativamente. Os responsáveis dos EUA acreditam que ele saberá que os emails divulgados no WikiLeaks vêm da Rússia, mas não acreditam que esteja a espiar ativamente.

Julian Assange está protegido na embaixada do Equador para fugir à extradição para a Suécia, onde enfrenta acusações de violação, ou para os EUA, onde pode ser acusado de espionagem. No entanto, os responsáveis do Equador não estão a gostar do impasse e de estar a albergar Assange desde 2012.