exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Marcas chinesas voltam a ganhar terreno a Samsung e Apple no mercado de smartphones

O mundo Android fica mais doce com o Nougat

Justin Sullivan, Getty Images

Huawei, Oppo e Vivo estão a crescer acima do mercado e a fazer com que Samsung e Apple percam quota de mercado mundial em relação aos números do ano passado.

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

A muito badalada recolha mundial do Galaxy Note 7 da Samsung não foi suficiente para impedir o mercado global de smartphones de registar um crescimento no 3º trimestre deste ano. Um crescimento muito ligeiro, saliente-se, pois, quando comparado com os resultados do período homólogo do ano passado, o valor fica-se pelo 1%.

Estes dados são avançados pela consultora IDC, que refere que foram vendidos 362,9 milhões de terminais – um valor que já não inclui quaisquer números relativos ao Note 7. Se em relação ao ano passado se registou o crescimento de 1% que já referimos, o panorama é mais animador quando comparado com o trimestre anterior deste ano, pois aí a subida foi de 5,3%.

O top 5 de maiores fabricantes de smartphones permanece imutável, mas as marcas chinesas continuam a crescer a um ritmo acelerado, como se pode comprovar nos dados relativos à atual quota de mercado e respetiva comparação com o mesmo período do ano passado:

Samsung – 20% (anteriormente: 23,2%)

Apple – 12,5% (anteriormente: 13,4%)

Huawei – 9,3% (anteriormente: 7,6%)

Oppo – 7% (anteriormente: 3,2%)

Vivo – 5,8% (anteriormente: 2,9%)

De acordo com a IDC, Samsung e Apple continuam a lutar no segmento de topos de gama, mas terminais com um preço mais em conta, como o Oppo R9 e o Vivo X7, fizeram grande sucesso na China e começam a conquistar mercado na Europa Ocidental.

  • 333