exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Ciberguerra: EUA vão retaliar contra Rússia

Em causa estão as alegadas interferências por parte de hackers russos, comandadas pelo governo de Putin, nas eleições presidenciais dos EUA. Obama deve anunciar hoje um conjunto de retaliações.

  • 333

Exame Informática

A administração de Obama preparou um conjunto de retaliações contra a Rússia e o ainda presidente dos EUA deve anunciá-las hoje. Em causa está a pirataria informática contra instituições e indivíduos norte-americanos e a divulgação de informação sensível, num esforço para virar as eleições presidenciais a favor de Donald Trump. A administração quer retaliar, mas com cuidado, de forma a que o conflito não escale para uma ciberguerra que possa fugir ao controlo.

De acordo com a Reuters, que cita duas fontes que pretendem manter o anonimato, foram discutidas sanções económicas específicas, acusações, divulgação de informação que envergonhe oficiais russos e restrições aos diplomatas de Putin nos EUA.

Agências como o FBI ou a CIA confirmam a atividade de piratas russos, controlados pelo governo de Putin, com vista a eleição de Trump, apesar de a Rússia constantemente negar qualquer envolvimento. Obama já disse no passado que os EUA têm de agir e que o irão fazer, enquanto Trump tem desvalorizado as informações reveladas pelo FBI e pela CIA e chegou a afirmar que devem «continuar com as nossas vidas».

Espera-se então que hoje Obama revele publicamente o que pretende fazer nos próximos tempos.

  • 333