exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

O estranho caso dos vídeos porno carregados para o YouTube

Há sites especializados em vídeos pornográficos que estão a usar o YouTube para carregar os vídeos e, através de uma falha, aproveitam para os difundir e obter rendimentos.

  • 333

Exame Informática

O TorrentFreak noticia que há sites de vídeos para adultos que carregam vídeos para contas privadas e depois os partilham nas suas páginas. Os donos destes sites escolhem nas definições que o vídeo é privado para que não apareça publicamente, nem nos resultados das pesquisas. Aproveitando uma vulnerabilidade, é possível depois fazer o streaming desse mesmo vídeo em bruto através do googlevideo.com, um domínio da Google, noticia a BBC.

Ainda não se conhecem os detalhes exatos de qual a vulnerabilidade e como está a ser explorada. A Google remete para a política de utilização onde proíbe explicitamente a difusão de conteúdos sexualmente explícitos, como pornografia, lembra que tem equipas em todo o mundo a reverem conteúdos assinalados, sejam privados ou públicos e refere que os conteúdos proibidos são rapidamente removidos.

Há ainda relatos de que esta mesma falha esteja a ser explorada para partilha de conteúdos pirateados. Um produtor de filmes para adultos nos EUA refere que ao carregar os vídeos para o YouTube e depois permitir o streaming ajuda os proprietários de sites a manter os custos baixos e a ganhar dinheiro vendendo os acessos.

  • 333