exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

YouTube e Disney viram costas a PewDiePie por vídeo anti-semita

É o YouTuber mais popular, mas pode estar com a vida complicada: o YouTube e a Disney anunciaram um corte de relações com PewDiePie depois deste publicar um vídeo com conteúdo anti-semita.

  • 333

Exame Informática

Felix Kjellberg, o nome verdadeiro de PewDiePie, pode ter ido longe de mais com um vídeo onde mostrava dois indianos a quem tinha pago cinco dólares para segurarem um cartaz que dizia «Morte a todos os Judeus». O objetivo da proeza era mostrar o site Fiverr que permite encontrar freelancers de muitas áreas e com preços a começar nos cinco dólares: um dos serviços publicitado é o Funny Guys, onde os dois indianos prometem segurar qualquer cartaz por apenas cinco dólares.

Os dois comediantes foram afastados do Fiverr, mas o YouTuber publicou um novo vídeo onde explica que não esperava que o duo aceitasse empunhar um cartaz tão ofensivo e a pedir ao site que os readmita, por se sentir «parcialmente responsável», explica o ArsTechnica.

Agora, a Disney anunciou qeu PewDiePie já não faz parte da Maker Studios e o YouTube cancelou a segunda temporada de Scare PewDiePie. Ainda não se sabe o que irá acontecer à Revelmode, a rede criada pela Disney e pelo criador de conteúdos que deveria começar a produzir séries originais, jogos, programas de caridade e eventos de comunidade.

Apesar destas decisões, PewDiePie vai poder continuar a receber as receitas da Google através dos seus 53 milhões de subscritores e mais de 14 mil milhões de visualizações.

  • 333