exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Elon Musk apaga tuítes contra a política de imigração de Trump

O Muslim Ban decretado por Donald Trump continua a dar que falar. Agora, o CEO da Tesla e da SpaceX, um dos conselheiros do novo presidente, apagou tuítes onde se mostrava contra esta política de imigração.

  • 333

Exame Informática

Durante o dia de ontem, Elon Musk escreveu três tuítes onde explicava que «o Muslim Ban não é correto», referindo-se à proibição de entrada de cidadãos de sete países de maioria muçulmana decretada por Donald Trump. A política foi suspensa por ordem dos tribunais e já muitos CEOs de tecnológicas manifestaram-se contra a medida. Agora, foi a vez de Musk, mas o responsável apagou depois as mensagens do Twitter, noticia a Cnet.

Porta-vozes da Tesla recusaram comentar o motivo pelo qual o CEO teria apagado os tuítes. O próprio Musk explicou depois que se tratavam de rascunhos que publicou inadvertidamente. No passado, o executivo já tinha afirmado que o Muslim Ban não é a melhor forma de endereçar os desafios do país, mas não se mostrou taxativamente contra a medida.

A relação de Musk com Trump é a mais complexa de todos os CEO: em novembro, afirmou que o novo presidente não reflete os EUA, em janeiro aceitou sentar-se no conselho económico de Trump e insistiu que o fazia para o bem maior e agora este episódio com os tuítes, que não ajuda a aclarar nada.