exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Microsoft processada por forçar atualizações para o Windows 10

A empresa de Redmond está a braços com um processo judicial nos EUA relacionado com a forma como “obrigou” os consumidores a mudarem para o Windows 10. Entre as queixas, há relatos de perdas de dados e computadores terem ficado inoperacionais.

  • 333

Exame Informática

«O sistema operativo Windows 10 instala-se sem qualquer ação por parte do utilizador. A primeira vez que o consumidor se apercebe da instalação é quando aparece uma mensagem em maiúsculas a pedir que “não desligue o seu computador enquanto o Windows 10 está a ser descarregado”. A única forma de parar o download é mesmo fazer o que a mensagem proíbe e desligar a máquina», lê-se na queixa apresentada no estado do Illinois, nos EUA.

A empresa de Redmond é acusada de lançar as atualizações para o novo sistema operativo sem que os utilizador autorizem e de mostrar mensagens que aparentemente não davam escolha ao utilizador que não fosse atualizar. Entre os queixosos, há quem revele ter perdido todos os dados no processo ou quem tenha ficado com as máquinas inoperacionais. Numa das janelas de alerta, a Microsoft pede ao utilizador que faça o upgrade logo ou mais tarde, sem explicar que clicando no “X” no canto superior pararia o processo.

Segundo a queixa, o instalador da Microsoft não valida os requisitos de sistema ou o estado do disco rígido antes de fazer a instalação, levando a que muitos computadores tenham ficado avariados, com uma falha de disco rígido durante a instalação.

Os queixosos pedem indemnizações e que a empresa pague as custas judiciais do processo, bem como outras penalizações que o juiz considerar pertinentes.

  • 333