exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Samsung vai voltar a comercializar o Galaxy Note 7

A Samsung acaba de confirmar que pretende relançar o Galaxy Note 7 com versões recondicionadas das máquinas defeituosas que foram recolhidas no mercado mundial.

  • 333

A Samsung está apostada em acabar com o pesadelo em que se tornou o Galaxy Note 7… com o lançamento de um Galaxy Note 7 remodelado. O relançamento do Galaxy Note 7 vai ser feito com terminais que foram recolhidos devido ao uso de baterias defeituosas que se incendiavam durante os períodos de carregamento.

Em comunicado, a Samsung já confirmou este “regresso” comercial, mas ainda não indicou os países em que vai ser lançado este phablet que, antes dos vários casos de incêndio, chegou a ser apresentado como um dos dispositivos móveis mais poderosos que alguma vez haviam sido fabricados. Em paralelo com a venda de terminais remodelados (ou, como dizem marcas e retalhistas, recondicionados), a Samsung prevê ainda recuperar os diferentes componentes e metais raros dos vários phablets que foram alvo de processos de recolha, mas não deverão ser comercializados em versões remodeladas, informa a Reuters.

O Galaxy Note 7 estreou em agosto do ano passado com análises de especialistas que chegavam a apontá-lo como uma das máquinas mais poderosas alguma vez fabricadas no respetivo segmento. Pouco depois surgiram os primeiros casos de incêndios ou mesmo explosões que tinham origem em baterias defeituosas; a Samsung começou por tentar estancar o escândalo através da substituição de baterias e patchs que limitavam a capacidade de energia que os Galaxy Note 7 estavam aptos a armazenar, mas acabou por lançar uma medida mais drástica com a recolha de (quase) todos os dispositivos comercializados. Apesar dos reiterados alertas, uma pequena minoria de utilizadores (alguns deles portugueses) chegaram mesmo a recusar-se a devolver os respetivos Galaxy Note 7.

  • 333