exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Tesla vai ter 10 mil supercarregadores até ao final de 2017 e já há localizações para Portugal

A Tesla anunciou que a rede de supercarregadores vai ser expandida para 10 mil postos de carregamento até ao final de 2017, quase dobro do número disponível no início do ano. Em Portugal já há localizações aproximadas para as primeiras estações.

  • 333

A rede de Superchargers da Tesla não para de crescer. De acordo com um comunicado da marca californiana, esta rede de carregadores rápidos vai quase duplicar em apenas um ano, atingindo os 10 mil postos. Atualmente, de acordo com o mapa da Tesla, a rede é composta por 5431 postos disponíveis em 842 estações. Na Europa, a rede tem vindo a crescer do norte e centro para o sul. As estações mais próximas de Portugal são em Espanha, país que já conta com 10 estações e quase 60 Superchargers – cada estação já disponível em Espanha tem entre dois a oito postos.
O mesmo mapa indica a posição aproximada das próximas estações, a construir até ao final de 2017, e inclui três estações em Portugal: Condeixa-a-Nova, Estremoz e Castro Verde.

Contactada pela Exame Informática, Tesla confirmou a informação disponível no mapa, mas recusou-se a adiantar pormenores sobre a localização precisa, data de abertura e número de postos disponíveis.

Os Superchargers da Tesla são postos de carregamento rápido com potência máxima de 120 kW. Num Model S, por exemplo, 30 minutos podem ser suficientes para ganhar 300 km de autonomia. Estes postos têm sido de utilização gratuita para os todos os Tesla, mas a marca já anunciou que vai limitar o carregamento grátis em carros comprados a partir de 2017.

A rede de “Carregamento no destino”, constituída por postos de carga de 22 kW instalados normalmente em zonas comercias privadas, como hotéis e restaurante, também está em expansão, devendo atingir a marca dos 15 mil postos até ao final do ano. Em Portugal, já existem cinco destas “estações”, todas instaladas em hotéis: três na zona de Lisboa, um no Porto e outro em Ribeira de Pena (distrito de Vila Real).

  • 333
  • O ataque WannaCry, que sequestrou dados de milhares de computadores em todo o mundo, veio dar razão aos alertas dos especialistas em segurança que têm vindo a alertar constantemente para o crescimento e perigos deste tipo de ataque. Felizmente, como acontece com a esmagadora maioria do malware, há formas de evitar esta e outras "infeções"