exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Microsoft ajuda Nações Unidas a monitorizar violações de direitos humanos

A empresa de Redmond anunciou um projeto avaliado em cinco milhões de dólares para desenvolver tecnologias de big data que ajudem as Nações Unidas a vigiar violações dos direitos humanos em tempo real.

  • 333

Exame Informática

A Microsoft pretende criar várias ferramentas, entre as quais um dashboard chamado “Rights View”, que permitam às Nações Unidas detetar problemas no que diz respeito aos direitos humanos em tempo real, em todo o globo. Estas ferramentas vão tirar partido de grandes conjuntos de dados e da computação na nuvem. «Temos uma boa oportunidade para usar o poder da tecnologia para recolher dados, analisar esses dados e equipar as Nações Unidas para avançar com o respeito dos direitos humanos em todo o mundo», apresentou o presidente da Microsoft, Brad Smith, citado pelo Engadget.

A ONU destaca em comunicado que os fundos reservados pela Microsoft para esta parceria, de cerca de cinco milhões de dólares, representam um nível de apoio de uma organização privada sem precedentes.

Recorde-se que a empresa de Redmond já empresa uma solução semelhante para ajudar as autoridades a monitorizar o crime em Nova Iorque.

Para este projeto, a Microsoft pretende ainda ajudar a ONU a integrar programas e tecnologias de outras empresas privadas. Outro dos objetivos destas iniciativas passa por ajudara a garantir que não existem problemas que coloquem em causa os direitos humanos quando se fazem negócios em todo o globo.

  • 333