exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Ministério Administração Interna não quer que apps e redes sociais revelem operações stop

José Caria, Impresa

Utiliza apps ou as redes sociais para partilhar a localização de operações stop? O ministério da Administração Interna não gosta e vai continuar a campanha de sensibilização para que a opinião pública perceba os inconvenientes para as forças de segurança sempre que essa partilha é efetuada.

  • 333

Não tem nada que saber: entra-se no Facebook, faz-se uma pesquisa por grupos dedicados aos radares e operações stop e pede-se a adesão a um grupo que opere numa região de Portugal. Sem grandes esperas, o utilizador passa a receber notificações de outros membros sobre a localização dos operacionais da PSP e da GNR que fiscalizam o trânsito. Quem preferir uma solução mais interativa pode enveredar pelas apps de navegação (Waze é a mais famosa, mas há mais), que permitem alertar e receber alertas sobre a localização das polícias nas estradas.

Este artigo faz parte da Exame Informática Semanal. Para continuar a ler CLIQUE AQUI (artigo aberto).

  • 333