exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

EUA não querem portáteis a bordo de voos internacionais

Em março, os EUA e o Reino Unido começaram a banir a utilização de equipamentos eletrónicos maiores do que um telefone a bordo de voos de países do Médio Oriente e Norte de África. Agora, oficiais dos EUA pretendem que a proibição seja alargada a mais voos internacionais.

  • 333

Exame Informática

John Kelly, Secretário de Estado para a Segurança Interna dos EUA, não fecha a porta à possibilidade de banir a utilização de equipamentos eletrónicos maiores do que um telemóvel em todos os voos internacionais de e para o país. Em entrevista à Fox News, o responsável diz que a ameaça terrorista é real e que estes criminosos estão «obcecados» com a ideia de «explodir com um avião em pleno voo, especialmente de uma transportadora norte-americana e particularmente se estiverem muitos americanos a bordo», cita a Cnet.

Neste momento, está em vigor uma proibição que inclui voos de e para dez países do Médio Oriente e Norte de África e que explicita que aparelhos como portáteis, tablets ou outros com dimensões maiores do que um telefone têm de ser despachados junto da bagagem de porão e não podem estar na cabine.

Agora, a proibição pode ser alargada a mais países.