exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Musk deixa de apoiar Trump se EUA sairem do Acordo de Paris

O fundador da Tesla e da SpaceX faz parte de uma equipa de conselheiros de Donald Trump e ameaçou agora sair se o presidente dos EUA desistir do Acordo de Paris.

  • 333

Exame Informática

Elon Musk escreveu no Twitter que ainda é uma incógnita o que Trump irá fazer quanto ao Acordo de Paris. No entanto, se o presidente decidir desistir do acordo internacional, Musk disse no Twitter que não tem qualquer outra hipótese a não ser «sair de todos os conselhos» de que faz parte. O fundador da Tesla é um dos conselheiros tecnológicos mais sonantes de Donald Trump.

Ainda não há qualquer tomada de posição oficial de Trump sobre o Acordo de Paris, mas há vários rumores que indicam que, em círculos privados, o presidente já fez saber que vai desistir, noticia o The Verge. O documento do Acordo de Paris foi assinado por 195 países com a missão conjunta de conter o aquecimento global do planeta e reduzir as emissões de gases com efeito de estufa. O objetivo é limitar a subida da temperatura abaixo dos dois graus centígrados.

Musk enfrentou muitas críticas por fazer parte deste Conselho de Trump, mas defendeu-se dizendo que preferia estar próximo do presidente para o influenciar a impor medidas de combate ao aquecimento global.

Os dados da NASA mostram que o ano de 2016 foi o mais quente desde que há registo, com uma média superior à que foi registada em todo o século passado.