exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Vodafone corta publicidade em canais que promovem ódio e notícias falsas

ROBERT MICHAEL

Novas regras impostas pelo grupo Vodafone visam impedir que a sua publicidade possa aparecer em canais que promovam o ódio e falsas notícias. O grupo vai utilizar um mecanismo que também foi implementado pelas empresas Google e Facebook.

  • 333

Ruben Nascimento Oliveira

O grupo Vodafone implementou hoje um conjunto de regras que prevê cortar com os investimentos publicitários em canais digitais que veiculam falsas noticias ou discursos de ódio.

A medida está dependente de um mecanismo de controlo implementado tanto pelo grupo como pela Google e Facebook. O novo mecanismo pretende garantir que a publicidade só será mostrada em canais incluídos numa "lista branca", que agrega redes sociais, apps ou sites que já foram selecionados e identificados como altamente improváveis de estarem centrados neste tipo de conteúdos.

«Não podemos aceitar que a nossa marca esteja associada a este tipo de conteúdos abusivos e perniciosos» afirma o CEO do grupo Vodafone, Vittorio Colao.

A Vodafone avança ainda que as regras vão ser regularmente revistas para garantir que a "lista branca" não é demasiado restrita nem excessivamente liberal, informa o comunicado de imprensa do grupo Vodafone.