exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Prémio Inovação PT distingue nanotecnologia e computação na Nuvem

Tiago Cunha, líder Mater Dynamics, e o secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, durante a a entrega do prémio Inovação PT na categoria "Startup"

Helena Costa / PT Portugal

Neuropsycad e Mater Dynamics. O primeiro na categoria Mestrado/ Doutoramento; o segundo na categoria Startups. São estes os vencedores do Prémio Inovação PT.

  • 333

Exame Informática

A Neuropsycad ganhou o prémio na categoria Mestrado/ Doutoramento

A Neuropsycad ganhou o prémio na categoria Mestrado/ Doutoramento

Helena Costa / PT Portugal

Lançado em setembro do ano passado no evento Techdays Aveiro, o Prémio Inovação PT tem como objetivo distinguir projetos que estão em diferentes estados de maturação. Foram, por isso, configuradas duas categorias. Uma com o intuito de premiar estudantes de mestrado e doutoramento. A outra, destinada a startups. O fio condutor que serviu para escolher os finalistas foi, como seria de esperar, o caráter de inovação de cada projeto.

Depois de recebidas as candidaturas e de selecionados os finalistas, procedeu-se a uma prova final perante um júri multidisciplinar (do qual a Exame Informática fez parte). Nessa derradeira etapa, os finalistas efetuaram o pitch e submeteram-se a um longo questionário feito pelo júri que, depois, votou à porta fechada, para decidir os vencedores.

Na categoria Mestrado/ Doutoramento o júri escolheu o Neuropsycad. O projeto desenvolvido no Instituto de Medicina Molecular, da Universidade de Lisboa, destina-se a providenciar à comunidade médica o acesso a processos de analítica avançada sobre imagens obtidas em determinados exames clínicos. Tecnicamente, estamos perante o desenvolvimento de algoritmos que perscrutam exames (TAC ou ressonância magnética, por exemplo) enviados para a análise pelo médico que os mandou executar. A tecnologia da Neuropsycad é mais rápida do que os processos usados tradicionalmente e, segundo os mentores do projeto, os resultados são 65% mais assertivos do que os realizados pelos médicos. Ou seja, é maior a capacidade preventiva desta tecnologia. Além disso, o serviço disponibilizado é mais barato do providenciado por empresas do setor.

Focada no diagnóstico de doenças neuropsiquiátricas, a plataforma baseia-se em tecnologias de computação na Nuvem e de Big Data. A ideia é que o algoritmo possa comparar o que é detetado nos exames em questão com outras fontes de dados (uma base de dados representativa da população, por exemplo).

O vencedor desta categoria recebeu 5 mil euros (em dinheiro) e valor igual em serviços na plataforma CloudPT. Também há acesso a um programa de promoção da PT (publicidade do serviço). É importante destacar que, via parceria com a Agência Nacional de Inovação (ANI), os finalistas desta categoria vão integrar o programa Born From Knowledge Ideas 2017 onde vão ter acesso, segundo o site oficial, “a um programa de imersão, para aperfeiçoamento e desenvolvimento das ideias”. O Born From Knowledge Ideas 2017 é da responsabilidade do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e promovido pela ANI.

A Mater Dynamics desenvolveu uma tecnologia que permite criar etiquetas inteligentes que usam processos químicos para identificar alterações em determinados parâmetros. As QStamps (a Exame Informática já tinha revelado o projeto o ano passado) podem, por exemplo, indicar se há alterações em bens alimentares ao efetuarem o controlo da humidade e da temperatura. A tecnologia tem aplicações em variadíssimas áreas e está neste momento num ponto de viragem onde é, segundo o responsável da empresa assumiu, necessário o investimento em mais tecnologia e expertise.

O vencedor desta categoria recebeu um prémio monetário de 15 mil euros e, à semelhança da categoria anterior, o mesmo valor foi ofertado em serviços de CloudPT. Também há acesso a promoção e a algum mentoring por parte da PT. A Mater Dynamics também foi distinguida, ao abrigo do acordo já referido entre a PT e ANI, com o prémio Born From Knowledge.

O CEO e chairman da PT abriu a entrega de prémios e destacou o papel relevante que a empresa teve, e tem, para a inovação feita em Portugal

O CEO e chairman da PT abriu a entrega de prémios e destacou o papel relevante que a empresa teve, e tem, para a inovação feita em Portugal

Helena Costa / PT Portugal

No evento que decorreu ontem ao final da tarde no Museu das Comunicações, em Lisboa, Paulo Neves, CEO e chairman da PT destacou a aposta que a empresa fez, e continua a fazer, no ecossistema de inovação em Portugal e como esse posicionamento projetou o país em outros mercados. Alexandre Fonseca, CTO da PT, anunciou que o prémio Inovação PT «vai continuar e tem a ambição de crescer», ficando no ar a possibilidade de uma internacionalização do conceito tendo em conta a dimensão do grupo Altice.

Coube ao secretário de estado da Indústria entregar o prémio à startup e fechar o evento. João Vasconcelos destacou a importância da Portugal Telecom no desenvolvimento tecnológico do país (nomeadamente, com a inovação desenvolvida no laboratórios de Aveiro e com a forma como dotou o país de uma rede de infraestruturas de telecomunicações muito avançada) e falou diretamente para todos os empreendedores que estavam a concurso alertando-os para a importância de se focarem na criação de empresas que concretizam ideias em negócios palpáveis que produzem serviços e produtos que são acolhidos no mercado. «Receber prémios é importante, mas garanto-vos que não vão esquecer o dia em que fizeram a primeira venda de um produto criado por vocês», enfatizou o secretário de estado da Indústria.