exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

CEO da Uber pode ser forçado a parar

Aumenta a pressão para que Travis Kalanick abandone temporariamente a liderança da Uber

MONEY SHARMA

Travis Kalanick começou a percorrer o fio da navalha. As recomendações da equipa de advogados que investiga a Uber foram aprovadas por unanimidade. O CEO pode ser obrigado a abandonar o cargo temporariamente

  • 333

Será que Travis Kalanick precisa de parar? A questão já deixou de estar confinada aos gabinetes dos advogados que têm analisado as práticas laborais da plataforma de reserva de viagens de carro e hoje figura em alguns títulos da imprensa dos EUA. Ainda não há uma decisão final, mas o CEO da Uber dificilmente escapa aos danos de imagem provocados pela enunciação dessa hipótese. E o cenário poderá ficar ainda mais negro se Kalanick for mesmo obrigado a parar durante três meses.

Mesmo que temporária, a paragem de Travis Kalanick terá sempre efeitos imprevisíveis: o Recode fez a radiografia à direção da Uber, e confirmou que a direção da startup não dispõe, na atualidade, de diretores de operações, finanças, marketing, ou de engenharia. Emil Michael, o responsável pelas vendas, seria um nome com peso na estrutura da empresa, mas, alegadamente, estará envolvido num escândalo relacionado com o acesso a ficheiros clínicos de uma cliente indiana que foi alvo de violação – e poderá ser forçado a sair em definitivo. Hoje, poderá ser o dia do anúncio dessa demissão ,informa a Bloomberg.

Estas lacunas poderão agravar-se nos próximos tempos. Nos últimos meses, uma equipa de advogados liderada pelo ex-procurador geral dos EUA Eric Holder tem vindo a analisar em pormenor a cultura da Uber. Não estão ainda postos de parte despedimentos de profissionais que sejam responsáveis por más práticas laborais.

Tanto a Bloomberg como o Recode dão conta de um ambiente de contagem de espingardas e de uma potencial disputa entre diretores e executivos pelos vários lugares deixados vagos.

As dúvidas que não forem dissipadas hoje, dificilmente se manterão para lá de terça-feira. Ontem, a administração da Uber votou, por unanimidade, a adoção das recomendações apresentadas pelo relatório da equipa de advogados liderada por Eric Holder. Todas essas recomendações deverão ser divulgadas amanhã.

  • 333