exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

WannaCry infeta fábrica da Honda no Japão: produção de carros foi suspensa

A Honda descobriu no domingo que a sua rede informática no Japão, América do Norte, Europa, China e noutras regiões tinha sido infetada pelo WannaCry. Numa fábrica do Japão, a produção de automóveis esteve suspensa durante um dia.

  • 333

Exame Informática

As restantes fábricas da Honda estiveram sempre a operar normalmente, mas a de Sayama, no Japão, teve mesmo de parar na segunda-feira, voltando ao normal só no dia seguinte. O motivo, segundo um porta-voz da empresa, citado pela Reuters, foi a descoberta da existência do ransomware WannaCry na rede corporativa no domingo.

A fábrica de Sayama, no noroeste de Tóquio, produz o sedan Accord, a Minivan Odyssey e vários modelos Step Wagon, com cerca de mil carros a saírem diariamente.

A Honda explica que, apesar de ter colocado em prática as recomendações de segurança, o malware conseguiu entrar na rede e infetar algumas máquinas em várias regiões do globo.

Recorde-se que também a Renault SA e a Nissan Motor Co revelaram ter sido afetadas pelo WannaCry no mês passado e também tiveram de suspender a produção em vários países.

O WannaCry infetou mais de 200 mil máquinas em mais de 150 países e os especialistas alertam que, apesar de ter abrandado, há a possibilidade de surgirem novas variantes.

  • 333
  • O Model 3 foi revelado esta manhã. Confirmou-se o preço base de 35 mil dólares para a versão de entrada com autonomia de cerca de 350 km. Uma das opções é o Autopilot avançado, que permite fazer viagens sem intervenção do condutor... quando a legislação o permitir. Em Portugal, o Model 3 deverá ter um preço base de cerca de 40 mil euros