exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Índia quer desconto no Windows para reduzir riscos de ciberataques

O coordenador de cibersegurança da Índia admitiu que o país está a negociar com a Microsoft um desconto para conseguir atualizar o Windows nos computadores e reduzir o risco de ciberataques como o WannaCry ou o Petya.

  • 333

Gulshan Rai, coordenador de cibersegurança da Índia, revelou à Reuters que está a negociar com a Microsoft um desconto de 75% no preço do Windows 10. O objetivo é cortar nos custos para manter a infraestrutura de computadores atualizada e reduzir o risco destas máquinas serem alvo de ciberataques.

As negociações parecem ter começado já em maio, depois de o WannaCry ter atacado em força. Um dos primeiros passos da equipa de cibersegurança foi garantir que o sistema de ATMs com Windows estava atualizado com o patch de segurança da Microsoft. A equipa trabalhou também no sentido de garantir que conseguia atualizar o maior número possível de computadores, para minimizar as vulnerabilidades.

A despesa necessária para manter os sistemas atualizados é um dos principais motivos para os utilizadores se manterem em versões antigas dos sistemas operativos ou recorrerem a versões pirateadas, que não recebem atualizações. Este comportamento deixa as máquinas vulneráveis a ataques globais como o WannaCry ou o Petya.

Há cerca de 57 milhões de computadores na Índia, dos quais 96% usam Windows, pelo que um desconto da Microsoft pode permitir ao país uma poupança de milhões ou mesmo biliões. O risco para a empresa de Redmond é que outros países possam pedir um tratamento semelhante.

  • 333