exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Acordo com a Google desprotegeu privacidade de 1,6 milhões de utentes de hospital

O hospital londrino Royal Free não terá respeitado a legislação britânica sobre a proteção de dados quando estabeleceu um acordo onde cedeu dados de 1,6 milhões de utentes à Google.

  • 333

Os responsáveis do hospital Royal Free cederam os dados à DeepMind da Google com o objetivo de criar uma app chamada Streams destinada a alertar, diagnosticar e funcionar como deteção de complicações ao nível dos rins. Os pacientes não foram informados de que os seus dados seriam usados nos testes, revela o Information Commisioner’s Office do Reino Unido.

«O Data Protection Act não é uma barreira à inovação, mas deve ser considerado sempre que os dados das pessoas estejam a ser usados», refere Elizabeth Denham, do ICO, explicando ainda que o teste com dados reais foi para lá da autoridade do hospital Royal Free.

Agora, o hospital foi chamado a sujeitar-se a uma auditoria feita por terceiros, completar um teste sobre a privacidade dos dados, definir como vai respeitar os seus deveres em testes futuros e a estabelecer uma base legal adequada sobre a partilha de informação com a DeepMind, noticia o The Guardian.

Fonte do hospital revela que a app Streams vai continuar a ser usada para oferecer um tratamento rápido para os pacientes mais vulneráveis e assim salvar vidas. Quanto aos dados, a organização explica que estão a fazer muito mais agora para informar os pacientes sobre como os seus dados estão a ser usados. «Queremos reassegurar que a informação dos pacientes esteve sempre sob o nosso controlo e que nunca foi usada para outro fim que não proporcionar o melhor tratamento possível», concluiu a mesma fonte.

Por seu lado, a DeepMind diz que contina a trabalhar no sentido de construir ferramentas que permitam a enfermeiros e médicos obter informação adequada para decidir o melhor tratamento para cada paciente e realça que já criou um grupo independente dedicado à análise das questões de saúde e transparência.

  • 333
  • O senhor software deu a última aula

    Mercados

    Entre 1972 e a atualidade vai mais que uma geração. Vai o tempo necessário para que os computadores deixassem de ficar anos seguidos na rua resguardados da chuva por oleados para passarem a distinguir-se pela qualidade do software. É isso que nos conta Raul Moreira Vidal

  • Exame Informática nº 265, julho

    Capa da Revista

    Perdeu o porta-chaves? Quer saber onde está o seu carro a todo o momento? Precisa de localizar familiares ou amigos? Os nossos tutoriais e testes ensinam-lhe como encontrar (quase) tudo. Também pusemos à prova os novos Surface (Pro e Laptop) e falámos com os portugueses que vão estagiar na NASA. Mas há muito mais para descobrir nesta edição.