exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Polícia ucraniana confisca servidores de empresa suspeita de disseminar Petya

As autoridades da Ucrânia acreditam que uma empresa de contabilidade local foi usada para espalhar involuntariamente o código malicioso que afetou várias organizações e negócios em todo o mundo.

  • 333

Exame Informática

A Intellect Service é a dona do MeDoc, o software de contabilidade mais popular da Ucrânia e que se acredita ter sido o responsável por espalhar uma vaga de ciberataques em todo o mundo. Inicialmente pensou-se que se tratava de mais um ransomware, semelhante ao WannaCry, para sequestrar dados e obter resgates. No entanto, vários especialistas defendem agora que se tratou de um ataque informático desenhado para destruir dados e que tinha como alvo especificamente a Ucrânia. As autoridades confiscaram agora os servidores da Intellect.

A empresa que produz o software descarta qualquer culpa, mas o coordenador da Ciberpolícia da Ucrânia diz que os executivos foram negligentes e que ignoraram vários avisos e alertas de diferentes empresas de anti-vírus. «Por causa desta negligência, as pessoas vão ser responsabilizadas criminalmente», disse o coronel Serhiy Demydiuk, citado pela Reuters.

Olesya Linnik, responsável pela Intellect Services, diz que o seu produto não mostra qualquer evidência de ter sido pirateado - «não está infetado com qualuqer vírus e está tudo bem», disse a gestora.

A Microsoft, a Cisco e a Symantec, além de vários especialistas, dizem o contrário e revelam que há provas de que o malware foi espalhado através de um update do programa de contabilidade MeDoc.

  • 333
  • O Model 3 foi revelado esta manhã. Confirmou-se o preço base de 35 mil dólares para a versão de entrada com autonomia de cerca de 350 km. Uma das opções é o Autopilot avançado, que permite fazer viagens sem intervenção do condutor... quando a legislação o permitir. Em Portugal, o Model 3 deverá ter um preço base de cerca de 40 mil euros