exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Portuguesa NextBITT é um dos Parceiros do Ano da Microsoft

A NextBITT tem menos de dois anos de atividade, mas já conta com o prémio de Parceiro do Ano para a Microsoft Portugal, na categoria de ISV, de Independent Software Vendor, anunciado ontem em Washington.

  • 333

Exame Informática

A NextBITT dedica-se a soluções avançadas de Gestão de Ativos e recebeu ontem a distinção de Parceiro do Ano pela Microsoft Portugal. O prémio foi anunciado ontem durante o evento Inspire, que junta mais de dez mil empresas de todo o mundo em Washington, nos EUA. O galardão pretende premiar o parceiro que mais se destaca em cada país onde a empresa de Redmond tem uma presença direta.

Os finalistas e vencedores foram escolhidos a partir de cerca de três mil nomeações recolhidas em 115 países e a seleção teve em conta o empenho dos parceiros, o impacto das soluções em cada mercado e a utilização de tecnologia Microsoft, explica o comunicado de imprensa.

André Calixto, Partner da NextBITT, afirmou que «este galardão demonstra bem as competências tecnológicas das soluções desenvolvidas pela NextBITT e surge num momento de crescimento extraordinário da nossa empresa que é sustentado pela nossa capacidade em implementar projetos desafiantes e complexos através de soluções originais e inovadoras»

A Microsoft premiou parceiros de todo o mundo, em mais de 30 categorias que incluiam cloud apps, setor público ou filantropia, entre outras.

  • Os cromos mais difíceis

    Mercados

    A Framie quer colocar os turistas a fazer fotos para guardar numa “caderneta de cromos digital”. A app venceu a edição portuguesa da Venture Cup – a competição internacional que tem final em setembro e quer apurar qual a melhor startup saída das universidades – e Portugal é apenas o ponto de partida nas ambições dos mentores do projeto saído da Universidade do Porto

  • Os inventores não tiram férias

    Ciência

    The Inventors é uma startup que pretende levar crianças dos sete aos 14 anos de idade a porem em prática conceitos de eletrónica, programação e engenharia. Até ao dia de hoje já foram contabilizadas mais de 1000 inscrições nestes campos de férias tecnológicos