exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Disney e Netflix separam-se em 2019

A Disney anunciou os resultados financeiros do trimestre e aproveitou para divulgar uma “bomba”: vai ter o seu próprio serviço de streaming e os seus conteúdos deixarão de estar disponíveis no Netflix a partir de 2019.

  • 333

Exame Informática

O acordo de exclusividade que a Disney tem com o Netflix para o stream dos seus filmes e séries começou em 2012, mas deve terminar em 2019. A Disney anunciou que vai ter um «serviço doméstico para os EUA de subscrição de video-on-demand para a visualização de conteúdos de ação e animados da Disney e da Pixar». O serviço deve incluir filmes originais, séries de TV, conteúdos curtos e outros exclusivos destes estúdios. O anúncio surge também na sequência da divulgação de que a Disney iria adquirir uma posição maioritária numa empresa especializada em streaming de vídeo chamada BAM Tech, noticia o ArsTechnica.

O anúncio oficial da Disney não menciona o que irá acontecer com filmes e conteúdos da Marvel ou da Star Wars, marcas que adquiriu na última década. Por outro lado, foi também explicado que em 2018 deve ser lançado o serviço de streaming desportivo do ESPN e que inclui conteúdos da NHL, MLB e MLS, sem incluir NBA e NFL.

A estratégia da Disney começou a desenhar-se em 2006, com as aquisições multimilionárias da Pixar, em 2009 com o negócio com a Marvel e em 2012 com a LucasFilm. Agora, a empresa parece querer obter as receitas de grandes blockbusters como o Star Wars ou o filme de animação da Pixar mais recente, sem as partilhar com a Netflix.

Ainda não há detalhes sobre a plataforma que a Disney vai criar, nem que modalidades de pagamento estarão disponíveis.

  • 333