exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

É oficial: a dona da Google vai comprar divisão de smartphones Pixel da HTC

A Alphabet vai investir cerca de 900 milhões de euros na unidade de negócio Pixel da HTC. O negócio desperta particular interesse depois da experiência falhada da Google com a Motorola

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

O rumor confirmou-se: a Alphabet, a empresa-mãe da Google, vai pagar 1,1 mil milhões de dólares (o equivalente a cerca de 900 milhões de euros) pela divisão de smartphones Pixel da HTC. De acordo com a Reuters, o negócio envolve exclusivamente dinheiro e 2 mil funcionários (que representam um quinto do total de empregados da companhia de Taiwan) vão transitar de uma empresa para a outra.

O acordo prevê igualmente o licenciamento não exclusivo de propriedade intelectual da HTC, sendo que ambas as empresas mantêm em aberto a possibilidade de colaborarem juntas em outras áreas no futuro.

O negócio é particularmente interessante porque representa a segunda incursão da Google no mundo do hardware dos smartphones, sendo que a primeira não foi particularmente bem-sucedida: o gigante tecnológico adquiriu a unidade de negócio de mobilidade da Motorola em 2012 por 12,5 mil milhões de dólares e vendeu-a à Lenovo dois anos depois por menos de 3 mil milhões de dólares.

Refira-se que, segundo os números da IDC, os smartphones Pixel, que são desenvolvidos pela própria Google e por um parceiro de hardware (a HTC neste caso), têm menos de 1% de quota de mercado a nível mundial. O objetivo da Google é passar a dispor de uma equipa de hardware própria para conseguir aumentar o número de inovações presentes nos dispositivos Android.

Saliente-se que no início do próximo mês está prevista a apresentação de dois novos smartphones Pixel.