exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Boeing paga dois milhões de dólares a quem criar um jetpack funcional

A Boeing juntou-se a outras empresas para organizar um concurso em que paga dois milhões de dólares a quem conseguir criar um dispositivo pessoal de voo que funcione.

  • 333

Exame Informática

O objetivo é que várias equipas compitam entre si, durante dois anos, na criação de sugestões de aparelhos pessoais de voo. No fim desse prazo, um júri irá decidir quem é o vencedor do GoFly e vai arrecadar dois milhões de dólares. As equipas podem contar com especialistas da Boeing, DARPA e outras empresas do setor como mentores e conselheiros em todas as fases, explica o Engadget. A organização está à procura de soluções como jetpacks, táxis voadores pessoais ou qualquer outra solução que permita o voo de um indivíduo.

O aparelho vencedor terá de ser capaz de transportar uma pessoa durante 32 quilómetros, sem parar para reabastecer ou recarregar e proporcionar uma descolagem e aterragem vertical ou quase vertical. O equipamento deve ainda ser ultra-compacto, silencioso e apresentar um design “urbano”, de forma a poder ser usado.

A recompensa vai ser dada em três fases: 20 mil dólares para as dez equipas que tenham os melhores conceitos e designs em teoria, 50 mil dólares para os quatro melhores protótipos e especificações técnicas revistas e um grande vencedor que arrecada um milhão de dólares. Em paralelo, há prémios para o avanço mais disruptivo do setor da aviação (100 mil dólares), para o aparelho mais silencioso (250 mil dólares) e para o mais pequeno (250 mil dólares).

  • 333