exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Operador russo passa a fornecer Internet à Coreia do Norte

Apesar dos ataques de DDoS perpetrados pelos EUA e das várias sanções económicas aplicadas pelas Nações Unidas, há um operador russo a fornecer o acesso à Internet a alguns residentes da Coreia do Norte.

  • 333

Exame Informática

A russa TransTelekom oferece uma alternativa para o tráfego de Internet da operadora Byol da Coreia do Norte. A Byol fornece acesso à Internet e rede celular, cobrando aos estrangeiros residentes na Coreia mensalidades de 600 euros por acessos de 1Mbps. O tráfego desta operadora passava exclusivamente pela China Unicorn, mas agora foi adicionada uma segunda ligação, fornecida pela empresa russa, noticia o ArsTechnica. Segundo os dados da Dyn Research, este segundo link já é responsável por mais de metade dos pedidos feitos pelas redes coreantas.

De acordo com alguns jornais dos EUA, o Departamento de Defesa está a perpetrar alguns ciberataques dirigidos ao Reconnaissance General Bureau, a principal agência de espionagem da Coreia do Norte. No entanto, relatos recentes mostram que a Coreia tem estado a gerir operações de ciberespionagem a partir da China, pelo que estes ataques norte-americanos não devem estar a ter muito impacto.