exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Petro: Venezuela lança moeda digital

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, aposta nas criptomoedas numa altura em que o valor dos bolívares está em queda abrupta

FEDERICO PARRA

Nicolás Maduro confirmou que a Venezuela vai lançar em breve uma moeda digital com a denominação de Petro. A nova divisa terá por objetivo contornar o bloqueio dos EUA

  • 333

Os EUA aplicam sanções à Venezuela? Então, o governo da Venezuela lança um criptomoeda que poderá ajudar a contornar o bloqueio financeiro imposto pelos EUA. De forma simplificada, eis a forma de anunciar o principal objetivo do lançamento da divisa digital com a denominação de Petro – provavelmente a primeira cripto moeda promovida por um governo em alternativa às moedas convencionais.

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, não fornece muitos detalhes sobre a forma como os Petro vão poder ser adquiridos ou transacionados, mas na comunidade internacional já não restam muitas dúvidas de que a nova moeda, cuja data de estreia permanece incógnita, foi desenhada para abrir novas vias de transação para as exportações de petróleo, gás e diamantes, que têm vindo a ser limitadas pelas sanções aplicadas pelos EUA.

A Reuters recorda que a oposição do governo Maduro não se mostra convencida com as eventuais boas intenções da nova moeda. E recorda que, para a Venezuela poder passar a usar Petro dentro da legalidade, o governo terá de aprovar essa iniciativa no Congresso do País. O que, tendo em conta a luta política encarniçada dos últimos meses, prefigura mais um debate de fim imprevisível.

Com o lançamento da nova moeda, o governo de Nicolás Maduro estará a tentar expandir o raio de ação às criptomoedas que nos últimos têm vindo a ser usadas pelos cidadãos venezuelanos como alternativas aos circuitos oficiais de compra de dólares ou de depósitos de poupanças. O lançamento dos Petro surge na sequência da forte desvalorização do Bolívar (a moeda histórica da Venezuela), devido à crise financeira gerada pelo bloqueio norte-americano e também por medidas de política económica questionáveis, como a emissão de bolívares em excesso.

  • 333