exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Chronicle, a aposta da Alphabet para combater o cibercrime

A empresa detentora da Google, Alphabet, pretende entrar na luta contra o cibercrime. A aposta passa pela Chronicle, uma empresa do grupo, que irá usar aprendizagem das máquinas e poder de processamento para detetar e eliminar ameaças.

  • 333

Exame Informática

A Chronicle vai funcionar como uma empresa independente e promete usar tecnologia de ponta para combater o cibercrime. O objetivo da Alphabet é usar poder de processamento em grande escala e a capacidade de armazenamento para oferecer soluções de segurança a negócios. A Chronicle vai prestar serviços para deteção de padrões anómalos e espera conseguir fazê-lo cada vez mais rápido e de forma mais abrangente à medida que obtem mais dados para analisar. A empresa vai estar dividida numa vertente de cibersegurança e de análise e na VirusTotal, um serviço de deteção de malware.

O CEO da Chronicle, Stephen Gillet, explica que «ao adicionar alguma aprendizagem de máquina e mais capacidades de busca, julgamos que conseguimos oferecer às organizações uma forma de ver o panorama global de cibersegurança com muito mais fiabilidade do que fazem atualmente», cita o Engadget.

Os hackers conseguem passar despercebidos no meio dos milhares de alertas de segurança que algumas empresas recebem diariamente. A proposta da Chronicle é ajudar a detetar as ameaças atempadamente, impedindo o roubo de dados e outras consequências nefastas para as organizações.

Os serviços da Chronicle já estão a ser testados por algumas empresas presentes na lista Fortune 500, por enquanto ainda em modo de preview.

  • 333