exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Fujifilm vai comprar Xerox em operação de 4,9 mil milhões

As duas empresas pretendem fazer frente quebra do segmento da impressão com uma fusão multimilionária. A fusão vai ser feita através de uma joint-venture que as duas companhias têm há mais de 50 anos

  • 333

A Xerox está em vias de ser integrada na Fujifilm, numa operação que está avaliada em 6,1 mil milhões de dólares (quase 4,9 mil milhões de euros). A operação de fusão deverá ser feita com a integração da Xerox na joint-venture que as duas marcas mantiveram, durante mais de 50 anos, para o mercado asiático, e que permitiu à Fujifilm disputar o segmento das impressoras e fotocopiadoras.

A Reuters informa que a joint-venture Fuji Xerox deverá recomprar os 75% das ações da joint-venture, para depois comprar 50,1% das ações da Xerox. Para chegar aos 6,1 mil milhões de dólares estimados para a transação, a Fujifilm terá de contrair dívida junto da banca.

A Reuters informa ainda que joint-venture vai manter a mesa denominação comercial de Fuji Xerox, mas deverá ser encarada como uma subsidiária do grupo Fujifilm que se distingue por ter duas sedes (uma nos EUA e outra no Japão) e estar cotada na Bolsa de Nova Iorque.

A fusão agora anunciada tem em vista uma reação a um mercado cada vez mais digital que, aparentemente, estará a abandonar as soluções documentais suportadas por papéis. As contas das duas empresas confirmam precisamente uma tendência de quebra na procura de impressoras, fotocopiadoras e afins.

Neste segmento, a Fujifilm registou uma perda de lucro de 29,4% no segmento das soluções documentais, enquanto a Xerox apresentou uma perda de 196 milhões de dólares no último trimestre de 2017, devido a penalizações relacionadas com irregularidades fiscais nos EUA e à quebra registada neste segmento.

A fusão, que deverá implicar o despedimento de mais de 10 mil profissionais, poderá valer poupanças de 1,7 mil milhões de dólares da atual joint-venture.

  • 333