exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Outsystems abre centro de Inteligência Artificial que vai ter equipa de 30 engenheiros

Chama-se “Projeto Turing”, situa-se na sede da empresa em Linda-a-Velha, Lisboa, e começa a funcionar hoje. A Outsystems não divulga o valor de investimento na nova estrutura, mas avança que 20% dos recursos alocados a Investigação e Desenvolvimento vão dedicar-se a este centro de Inteligência Artificial que terá uma equipa de 30 engenheiros no final do ano.

  • 333

Exame Informática

A multinacional portuguesa especialista no desenvolvimento de plataformas de software low code – que permitem a rápida produção e adequação de aplicações para ambiente empresarial – anunciou hoje, em comunicado de imprensa, o lançamento de um “Centro de Excelência em Inteligência Artificial”.

A infraestrutura abre hoje, na sede da empresa, com o nome de “Projeto Turing” – homenagem ao matemático Alan Turing. No mesmo comunicado de imprensa, Paulo Rosado, o fundador e CEO da empresa portuguesa, explica que: «a nossa visão para o Projeto Turing conjuga-se na perfeição com as ideias que tínhamos em mente, há 17 anos, quando lançámos a OutSystems: reduzir a complexidade do desenvolvimento e da mudança a nível de software empresarial. Está no nosso ADN. Graças à inteligência artificial, temos agora o potencial necessário para transformar o ciclo de vida de todo o software, em que assistentes com base em IA auxiliam todas as etapas de produção desde a conceção de novas aplicações (a arquitetura certa e experiências do consumidor) à análise do valor de negócio e o respetivo impacto na organização.»

A Exame Informática sabe que a Outsystems espera ter 30 engenheiros a trabalhar nesta área até ao final do ano. Uma equipa que será formada por atuais funcionários e novas contratações.

O comunicado também enumera as principais atividades deste centro de Inteligência Artificial (IA): “Desenvolver novos Assistentes IA para acelerar o desenvolvimento de aplicações, fornecendo os modelos de melhores práticas, componentes e widgets durante a conceção da aplicação. Estes Assistentes IA ajudarão os programadores a serem mais eficientes e a tornarem-se um exemplo para os seus pares em programação; Conceber Analistas com base em IA que diminuirão os custos de manutenção das aplicações. Ao analisarem a estrutura de aplicações complexas antes da sua implementação, estes analistas conseguirão prever determinadas questões e monitorizar padrões de uso em tempo real, recomendando melhorias; Desenvolver sistemas com base em IA que gerarão, de forma automática, recomendações de novas características para novas aplicações com base em grandes conjuntos de dados de utilização, reporting de erros, feedback do consumidor, taxas de adoção e métricas de negócio.”

A Outsystems vai desenvolver parcerias, nesta área da IA, com empresas e universidades. Não sabemos, aguardamos esclarecimento, se a empresa vai dar primazia a organizações portuguesas ou se o “Projeto Turing” vai incluir uma mescla de proveniências.

A Outsystems terminou o ano com um crescimento de 63% (comparado ao período homólogo) e a empresa anunciou que tinham entrado mais 275 clientes empresariais e mais de 50 000 programadores utilizadores da sua plataforma.