exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

O que vêm fazer 400 estudantes estrangeiros a Cascais? Transformar uma ideia numa startup

O European Innovation Academy é um programa internacional de empreendedorismo que visa transformar, em 15 dias, uma ideia de negócio numa start-up e contará também com a participação de 100 portugueses

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

O desafio é aparentemente simples, mas os números são mais complexos: 400 estudantes internacionais vão juntar-se a 100 jovens portugueses entre 15 de julho e 3 de agosto em Cascais para transformar uma ideia de negócio numa startup. Por detrás disto está o programa de empreendedorismo da European Innovation Academy (EIA), que recorrer a uma metodologia desenvolvida por representantes da Universidade de Berkeley, Universidade de Stanford e da Google.

O programa educativo divide-se entre sessões de mentoring e desenvolvimento de tarefas hands-on, onde os participantes têm a oportunidade de trabalhar em conjunto com profissionais e docentes de instituições parceiras da iniciativa, que os guiam durante todo o programa, refere o comunicado de imprensa do evento. O EIA é também criado com o objetivo de promover a interculturalidade, já que os participantes começam com uma ideia de negócio e a primeira tarefa atribuída é a criação de uma equipa de cinco elementos, que não se conhece, mas que tem as competências necessárias para o desenvolvimento do projeto.

Em Portugal, o Santander Universidades e a Câmara Municipal de Cascais são os principais parceiros da EIA, que conta também com o apoio da Beta-i, da Universidade Nova de Lisboa e da Daimler AG. Saliente-se que a edição deste ano contará com a presença da maior delegação de sempre da Universidade de Berkeley, que trará cerca de 100 alunos a Portugal.