exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Multidão de 60 mil pessoas: Inteligência Artificial conseguiu reconhecer um fugitivo

As autoridades chinesas afirmam ter usado com sucesso tecnologia de reconhecimento facial em articulação com Inteligência Artificial para identificar um fugitivo no meio de uma multidão de 60 mil pessoas.

  • 333

Exame Informática

Um fugitivo foi detido depois de ter ido assistir a um concerto de música. O homem, de 31 anos, era procurado por crimes económicos e andava a fugir à justiça. Decidiu ir com a mulher e amigos numa viagem de 100 km para ver um concerto de Jacky Cheung, uma estrela nacional. No entanto, as câmaras de segurança “apanharam” o seu rosto e a tecnologia de reconhecimento facial, em articulação com o sistema de Inteligência Artificial, permitiram identificá-lo e alertar as autoridades, que acabaram por prendê-lo.

De acordo com o The Next Web, as câmaras de segurança na China estão constantemente a alimentar um sistema que usa AI para reconhecer todas as pessoas. As autoridades governamentais têm poderes ilimitados para recolha deste tipo de dados e para garantir o cumprimento da lei nacional.

Por exemplo, se as câmaras apanharem alguém a atravessar fora da passadeira, é enviada uma multa para o prevaricador. Caso não pague, o “crédito social” do utilizador diminui e acaba por poder ser banido dos transportes públicos, de alugueres de carros, dos aeroportos e impedido de fazer grandes compras, entre outros castigos.