exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Acidente mortal com Uber: a culpa foi do software

O sistema responsável por ignorar falsos positivos estava configurado de uma forma que fez com que não conseguisse reagir a tempo após a deteção do peão na estrada

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

A Uber chegou à conclusão que um problema de software foi o responsável pelo acidente com um carro autónomo em testes no Arizona que fez uma vítima mortal em março. O The Information cita duas pessoas próximas da investigação para referir que os sensores do automóvel detetaram o peão, mas que não reagiram imediatamente devido à forma como estavam configurados.

É suposto que o software em causa ignore falsos positivos, ou seja, não reaja quando deteta objetos que não tenham influência para o carro, como sacos de plástico ou itens do género. Os responsáveis da Uber acreditam que o sistema estava configurado de uma forma que o faria reagir ainda menos a estes objetos, o que fez com que o veículo não fosse capaz de evitar o impacto quando o peão atravessou a estrada.

Para já, a Uber mantém suspensos os testes com carros autónomos em Toronto, São Francisco, Pittsburgh, Phoenix e Tempe. Além disso, a empresa contratou um novo responsável para levar a cabo uma inspeção sobre todo o programa de condução autónoma da companhia.

Pode recordar o vídeo do incidente aqui.

  • 333