exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Programadores de apps para Windows 10 vão ficar com 95% das receitas

Os novos valores são bem mais elevados que os praticados por Google e Apple. O objetivo da Microsoft é atrair mais programadores para dotar o ecossistema de mais e melhores conteúdos

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

A Microsoft anunciou na Build que vai avançar com mudanças às políticas da loja Windows ainda este ano que afetarão todas as aplicações já disponíveis na Store. Assim, os programadores de apps para o ecossistema Windows 10 poderão ficar com 95% das receitas geradas pelo produto que criarem. Saliente-se que atualmente o valor se fica pelos 70%.

O objetivo é atrair mais programadores e conseguir enriquecer os conteúdos da loja Windows, algo que, como recorda o The Verge, a Microsoft tem tido dificuldades em conseguir nos últimos anos.

Contudo, o teto máximo de 95% só estará disponível para apps de consumo e não para jogos. Além disso, a Microsoft baixa o valor para 85% se ajudar o programador a adquirir clientes através do marketing da loja Windows. A nova política será aplicável a aplicações para Windows 10, Windows Mixed Reality, Windows Phone e Surface Hub – de fora fica, como referimos, a Xbox One.

Refira-se que tanto a Play Store da Google como a App Store oferecem 70% de receita aos programadores, sendo que a percentagem sobe para os 85% se o consumidor subscrever a app por um ano ou mais.