exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Saúde Agora: o projeto que monitoriza remotamente as condições de saúde em tempo real

António Tavares, Provedor da Santa Casa da Misericórdia do Porto

Santa Casa da Misericórdia do Porto

A iniciativa junta a Fundação Vodafone e Santa Casa do Porto e pretende contribuir para um envelhecimento mais autónomo e seguro através de casas inteligentes

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

A Fundação Vodafone e a Santa Casa da Misericórdia do Porto desenvolveram o Saúde Agora, um projeto que visa melhorar os serviços de apoio domiciliário da população mais idosa através da tecnologia.

Assim, de acordo com o comunicado de imprensa da Vodafone, através do desenvolvimento de uma plataforma de gestão de IoT (Internet of Things ou Internet das Coisas), «as casas dos pacientes serão dotadas de inteligência com capacidade para recolher dados, interpretar padrões, alertar e comunicar». Na prática, significa que será possível promover o controlo de doenças crónicas, prevenir e monitorizar doenças, disponibilizar cuidados, apoio social, atividades de lazer e entretenimento, entre outros.

«O projeto Saúde Agora vai promover a transformação digital social», afirma António Tavares, Provedor da Santa Casa da Misericórdia do Porto. «Trata-se de um produto de proximidade, desenhado para dar resposta às atuais necessidades das famílias», acrescenta. Por sua vez, Mário Vaz, Presidente da Fundação Vodafone Portugal, salienta que “as tecnologias da informação e comunicação podem contribuir para nos ajudar na promoção de estilos de vida saudáveis ao longo de toda a vida, tornando designadamente os serviços de apoio ao envelhecimento ativo mais eficientes e eficazes». Além disso, «permitem ainda que as pessoas mais idosas possam viver de forma mais independente, durante mais anos, recorrendo com menor frequência aos estabelecimentos de Saúde», refere o líder da Fundação.